1408

Título: 1408

Título Original: 1408

Elenco: John Cusack, Samuel L. Jackson, Mary McCormack e Tony Shalhoub.

Direção: Mikael Hafstrom

Roteiro: Matt Greenberg, Scott Alexander e Larry Karaszewski

Sinopse: Depois de perder a filha, o escritor Mike Enslin entra em uma nova fase em sua carreira na qual dedica-se a desmistificar fantasmas que habitam hotéis, escrevendo guias turísticos sobre o assunto. Quando lança seu mais novo livro, um fracasso de vendas, resolve se hospedar no Hotel Dolphin, cujo quarto 1408 é tido como fonte de uma força paranormal impressionante e causador de diversas mortes no decorrer dos anos. Um duelo psicológico tem início entre o escritor e o quarto, e a sanidade de Mike será colocada à prova.

Status do filme: em DVD, para locação, com extras: Dentro do Quarto 1408, John Cusack no 1408, Cenas Deletadas, Os Segredos do 1408, Os Personagens, O Diretor, Os Efeitos, A Produção do Cenário, Slide Show e Trailers. Imagem Filmes.

Classificação: 6 de 10

Opinião:

Para quem gosta das histórias do Stephen King, este filme é um prato cheio. Sempre fui fã de King e, por isso e por gostar do John Cusack e do Samuel L. Jackson, resolvi assistir a este filme. Fiquei desapontado, devo confessar. Primeiramente, por que esperava encontrar algo mais assustador, com clima mais pesado, um terror mais voltado para o ambiente do que para o personagem. John Cusack é um bom ator, adoro os filmes dele, em especial, Matador em Conflito. Só que, neste filme, ele é uma versão caricatural do personagem dele em Identidade. Uma pena, já que o filme tinha tudo para ser um novo cult.

Outro destaque negativo é o excesso de efeitos visuais. Quando você pensa em um filme em que o antagonista é um quarto de hotel possuído por algo demoníaco, imagina que haja uma série de elementos surreais, mas com aspecto físico, algo que desafie nossa imaginação. Quem viu O Iluminado sabe que um corredor de hotel é muito mais que o que os olhos podem ver. Em 1408, o quarto é um motivo para usar uma tonelada de CGEs (efeitos gerados por computador). A verdade é que o resultado ficou muito artificial. Perdeu-se muito da atuação de Cusack em contraposição com a atuação do ‘quarto’.

Finalizando, dividindo os 10 pontos da classificação em 50% para enredo e atuação e 50% para o produto final, Stephen King e John Cusack ganham seus 50%. Já o resultado final, 10%. Vale para conferir mais um filme de terror com um bom enredo e efeitos de última geração, sem sentido, mas muito apelativos para quem gosta de tecnologia.

Um comentário em “1408

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s