Cloverfield – Monstro

Título: Cloverfield – Monstro

Título Original: Cloverfield

Elenco: Lizzy Caplan (Marlena), Jessica Lucas (Lily), T. J. Miller (Hud), Michael Stahl-Davis (Rob), MIke Vogel (Jason), entre outros.

Direção: Matt Reeves

Roteiro: Drew Goddard

Sinopse: Uma festa de despedida para um amigo que vai para o Japão. Tudo vai bem até que uma série de explosões causa pânico na cidade. Rapidamente, tudo vira caos. Pessoas correndo pela rua, perseguidas por um monstro gigante. Os amigos buscam sobreviver em meio ao cenário de destruição que se instalou. Tudo isto registrado pela câmera de Hud, que registrava a festa e que agora documenta toda a ação.

Status do filme: em DVD, para locação, com extras: Making of, efeitos visuais, a criação do monstro, brincadeiras no set, cenas inéditas e finais alternativos, além da versão com comentários do diretor. Paramount.

Classificação: 9 de 10

Opinião:

Surpreendente. Nenhum outro vocábulo define de forma mais eficaz o que senti depois de assistir ao filme. Quando li a respeito desta produção, imaginei um plágio do original A Bruxa de Blair. De fato, o Cloverfield emula a técnica de levar a ação com correria e uma visão de quem está no meio da ação e não do espectador apenas assistindo – se fosse literatura, seria narrado em primeira pessoa. Todavia, também faz melhorias no estilo, diversificando o cenário e fazendo valer o elenco, mais profissional.

O enredo também não é batido. Desde o início já podemos perceber o tom fora dos padrões. Durante a festa, os diálogos não são dos mais comuns e o comportamento dos amigos não é dos mais convencionais. Durante a fuga e os momentos de tensão, aquela imagem politicamente correta é pisoteada pelo monstro juntamente com as pessoas e a cidade, destroçados sem piedade. A maior tensão fica por conta do relato cru que é feito pela câmera de Hud, levando o desespero da situação, por mais absurda que seja, a quem está assistindo.

Destaque fica para o Exército, perdido e assumidamente derrotado para um ser desconhecido, cujo poder de destruição é infinitamente superior ao dos ‘romanos modernos’. Recomendo o filme, sem ressalvas. Quem tiver a opção de alugar ou comprar o DVD com extras, não perca a oportunidade.

Um comentário em “Cloverfield – Monstro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s