3. Os Encurralados

Ficha Técnica

Nome nacional: Os Encurralados

Nome original: Tooth & Nail

Ano de produção: 2007 (direto em DVD)

País de produção: EUA

Direção: Mark Young

Roteiro: Mark Young

Elenco: Nicole DuPont, Rider Strong, Robert Carradine, Michael Kelly, Alexandra Barreto, Rachel Miner, Michael Madsen e Vinnie Jones

Duração: 94min

Distribuidora: Paris Filmes

Resenha:

Confesso que eu não esperava muito deste filme, apesar de ele ter sido selecionado para o After Dark Horrorfest, evento promovido pela After Dark Films para promover produções independentes de terror. Os Encurralados, cujo título traduz mais a situação do filme que o nome original (Tooth & Nail, dente e unha em tradução literal), foi uma grata surpresa. De início, logo se vê que se trata de mais uma história ambientada num mundo pós-apocalíptico, o que pode remeter o espectador a inúmeros filmes recentes que tratam do mesmo tema. Não se deixe levar por isso, apesar de várias semelhanças com outras tramas conhecidas, pois este filme não foca em como o mundo acabou, mas em como sobreviver quando não há escapatória (ao menos à primeira vista).

Como dito há pouco, o roteiro fica no lugar comum quanto ao cenário de um planeta devastado e com apenas pequenos grupos de sobreviventes que se isolam para continuarem vivos. Em Os Encurralados, a causa do fim dos tempos não é um vírus, queda de meteoro, fenômenos naturais ou invasão alienígena. A sociedade em que vivemos se desfez por conta da escassez de combustíveis, como a gasolina e outros derivados do petróleo, o que acabou com a indústria, as cidades e a sustentabilidade do mundo em pouco tempo. Poderia isso acontecer de verdade? Honestamente, não sei. Porém, ao menos o ponto de partida é original e, numa leitura feita depois de ver o filme por completo, torna a trama ainda mais impressionante, pois os atos que vemos ao longo do filme não podem mais ser explicados por intervenções externas ao nosso instinto primitivo de sobrevivência.

O tal grupo de sobreviventes está escondido em um hospital abandonado e lá eles vivem sob a liderança de um cientista chamado Darwin. Apesar dos conflitos, eles conseguem se virar e manter a segurança de todos. Isso até que, durante uma busca por outros sobreviventes, eles encontram um casal sendo atacado por homem, que mata o rapaz e deixa a moça ferida. A complicação surge quando algum tempo depois o misterioso assassino surge ao pé do hospital com uma gangue de “rovers”, parcela de humanos que passou a viver do canibalismo. Daí para a frente, a luta pela vida fala mais alto que qualquer outra regra social ou ética. Um bom filme, com bastante violência e algumas surpresas no roteiro.

Nota: 7

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s