5. Terror em Mercy Falls

Saudações!

Antes de postar a resenha de Terror em Mercy Falls, um pedido de desculpas geral, pois eu errei a ordem das resenhas ao postar ontem o texto de número 4 como Terror em Silent Hill. Segundo a lista que apresentei, ele seria o número 5 e esta resenha aqui seria a de número 4. Pequena confusão aqui. 🙂

 

Ficha Técnica

Nome nacional: Terror em Mercy Falls

Nome original: Frágiles

Ano de produção: 2005 (14/10/2005)

País de produção: Espanha e Reino Unido

Direção: Jaume Balagueró

Roteiro: Jaume Balagueró e Jordi Galceran

Elenco: Calista Flockhart, Richard Roxburgh, Elena Anaya, Gemma Jones e Yasmin Murphy

Duração: 93min

Distribuidora: Paris Filmes

 

Resenha:

Apesar de o título remeter a mais um daqueles filmes de fantasmas que assombram prédios antigos, Terror em Mercy Falls tem em seu nome um resumo do que acontece e não engana o consumidor. O local em que toda a ação acontece é um velho hospital pediátrico chamado Mercy Falls e sustos e momentos de tensão não faltam. O título original, Frágiles, fala muito mais da trama, no entanto.

A história começa com a notícia de que Mercy Falls será fechado e todos os pacientes terão que ser transferidos. Com isso, uma estranha força sobrenatural começa a agir e a agredir as crianças que estão internadas. A parte peculiar que tem relação ao nome da película é que os pequenos sofrem estranhas fraturas, como se os seus ossos se partissem sozinhos. Quando uma enfermeira pede demissão, a diretora do hospital se vê obrigada a trazer alguém de sua confiança. E essa pessoa é a enfermeira Amy Nicholls, uma mulher competente, mas que carrega certos traumas do passado que tornam seu trabalho um tanto difícil, o que se mostra acontecer rapidamente depois que ela chega a Mercy Falls e conhece a pequena e peculiar Maggie. A menina tem pesadelos e visões que fazem com que a relação dela com os outros médicos e enfermeiros seja complicada. Contudo, com Amy ela se abre e elas se apegam.

Com o passar dos dias e o fechamento do local se aproximando, as visões de Maggie passam a acontecer com Amy, que passa a questionar sua sanidade. Quando ela resolve investigar e procura a enfermeira que se demitiu, descobre que a jovem morreu em um estranho acidente. Com isso, Amy é forçada a ir mais além do que esperava em sua busca pela verdade. E o que ela descobre é realmente assustador e está a ponto de causar uma tragédia.

Terror em Mercy Falls foi dirigido e escrito por Jaume Balagueró, cineasta espanhol com uma ótima mão para tramas pesadas e de arrepiar. Ele dirigiu Morada do Perigo e A Sétima Vítima, duas ótimas produções de terror e assinou, ao lado de Paco Plaza, os dois filmes da série [Rec], que já estão se tornando cult. Com mais suspense e menos violência, este filme prende pela trama bem costurada, mas deixa um pouco a desejar no exagero da paranoia da protagonista. O elenco de apoio ajuda, mas não salva. Recomendo por ser do Balagueró e ter uma ótima história.

 

Nota: 6,5

 

Um comentário em “5. Terror em Mercy Falls

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s