34. Os Pássaros

Ficha Técnica

Nome nacional: Os Pássaros

Nome original: The Birds

Ano de produção: 1963

País de produção: EUA

Direção: Alfred Hitchcock

Roteiro: Evan Hunter, baseado na história de Daphne Du Maurier

Elenco: Rod Taylor, Tippi Hedren, Jessica Tandy, Veronica Cartwright e Suzanne Pleshette

Duração: 119min

Distribuidora: Universal

Resenha:

Os Pássaros pode ser considerado um clássico do terror. Já esteve nos cinemas, saiu em VHS, passou na TV e chegou ao DVD. Tudo isso, sempre conquistando público no caminho. Com a assinatura do mestre do suspense Alfred Hitchckock, este flerte do cineasta com o terror e com a fantasia fez tremer muita gente. Hoje, os efeitos especiais e o impacto que a obra tem já não são os mesmos dos fins dos anos 1960. Alguns podem até mesmo comparar algumas cenas com episódios do Chapolim, tendo por base o naipe dos efeitos. Todavia, a montagem do filme foi um primor para a época e ganhou até indicação ao Oscar® da categoria em 1964. Portanto, para quem ainda não viu e tem curiosidade de ver, esqueça o que está acostumado a assistir no cinema atualmente, com os Transformers e os Harry Potters da vida e vá com a mente aberta, sabendo que verá algo que foi revolucionário 50 anos atrás.

Falando sobre o filme, Os Pássaros narra uma espécie diferente de apocalipse, esquecendo as catástrofes nucleares, os meteoros, os alienígenas e eventos meteorológicos, e tendo como ponto de partida algo muito mais simples – os pássaros se voltando contra a humanidade. E se você parar para pensar nisso, seria uma conta estranha somarmos a quantidade e a variedade de aves que temos hoje, em contraposição ao homem. Soa muito surreal a hipótese. Mas o caos que o filme retrata quando diversos tipos de pássaros do nada invadem e atacam uma cidadezinha do litoral dos EUA parece bastante realista. Enfim, a seguir falarei mais da trama.

Tudo começa quando Melanie Daniels (Tippi Hedren, mais conhecida como a mãe da atriz Melanie Griffith) e Mitch Brenner (Roy Taylor) se conhecem em uma loja de animais e a moça finge ser vendedora e descobre que o bonitão já havia sacado qual era a dela. Melanie fica interessada no rapaz e viaja até a pequena cidade de Bodega Bay, onde mora a mãe e a irmã de Mitch com o pretexto de entregar à família a encomenda que ele havia feito à loja – um presente para Cathy, sua irmã.

Bodega Bay é um típico vilarejo litorâneo, com cara de cidade pequena – pessoas tranquilas, em seus pequenos comércios, vivendo do turismo e da pesca. Melanie, uma socialite filha de um grande empresário, estranha tudo isso ao procurar por Mitch e dar de cara com várias figuras estranhas, incluindo Annie, uma ex-namorada que ainda nutre uma paixão por Brenner. No fim das contas, as duas acabam até ficando amigas, já que acabam passando bastante tempo juntas. Melanie encontra a casa da família Brenner e conhece Lydia (Jessica Tandy) e Cathy, mãe e irmã de Mitch. Logo de cara dá para ver que rola uma certa antipatia entre Lydia e Melanie. Entretanto, Mitch e Cathy gostam da presença da garota na casa.

Estranhos incidentes, porém, deixam as coisas estranhas na cidade. Quando Melanie estava voltando de barco da casa de Mitch, ela é atacada por uma gaivota – algo incomum para o tipo de ave. No dia seguinte, durante a festinha de aniversário de Cathy, os convidados são atacados por uma legião de gaivotas. E os ataques só aumentam, com direito a um vizinho dos Brenner ser morto pelas aves na casa dele. Depois disso, a violência dos animais só cresce, assim como a quantidade deles à espreita dos moradores.

O povo ainda não acreditava na veracidade da ameaça e isso facilitou vários ataques inesperados dos pássaros, isolando as pessoas em grupos. Quem não conseguiu sair da cidade ficou em situação precária, já que não havia luz, telefone e modo de sair de casa. No caso de Melanie e dos Brenner, presos dentro da casa da família, só restava esperar e isso rende ótimos momentos de tensão para o espectador.

O que podemos falar de Alfred Hitchcock que nunca tenha sido dito? O cara foi um gênio e ponto-final. Os Pássaros é um de seus melhores filmes, sem dúvida. O DVD da Universal a que tive acesso (infelizmente não tenho o filme na minha coleção ainda), alugado na NetMovies, faz parte da Coleção Hitchcock e traz alguns extras bacanas como a descrição, por meio de texto e storyboards, de um final alternativo; um making of com a explicação da montagem das cenas e dos efeitos especiais, e algumas entrevistas. Um prato cheio para quem gosta.

Se você ainda não viu Os Pássaros, vá ver. É muito bom, mesmo depois de tanto tempo.

Nota: 10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s