53. [REC]

Ficha Técnica

Nome nacional: [REC]

Nome original: [Rec]

Ano de produção: 2007

País de produção: Espanha

Direção: Jaume Balagueró e Paco Plaza

Roteiro: Jaume Balagueró, Paco Plaza e Luiso Berdejo

Elenco: Manuela Velasco, Ferran Terraza, Pablo Rosso, David Vert, Vicente Gil

Duração: 78min

Distribuidora: California Filmes

 

Resenha:

Depois do sucesso de A Bruxa de Blair (resenhado já neste blog), com a alucinada câmera na mão e imagem alternando-se entre primeira e terceira pessoas, poucos filmes usaram essa fórmula e suas variações, e obtiveram relativo sucesso. Em 2007, uma produção rodada na Espanha conseguiu fazer uma releitura desse formato e nasceu [REC], um filmaço de Jaume Balagueró e Paco Plaza, um par de bons cineastas de terror daquele país. E a película fez tanto sucesso na Europa que rapidamente foi parar nos EUA, onde ganhou uma refilmagem em 2008 chamada Quarentena. A dupla espanhola ainda dirigiu [REC] 2 – Possuídos (já resenhado aqui) e Plaza está em processo de pós-produção do terceiro filme, que conta a origem do mal que assola o povo nos dois primeiros exemplares da série.

A história de [REC] é bem simples no que diz respeito ao desenrolar da trama. O ponto de partida é a gravação da rotina de um destacamento do corpo de bombeiros de Barcelona por um programa noturno de televisão. Junto dos oficiais estão uma repórter, Angela Vidal, e seu câmera, registrando toda a movimentação no quartel e entrevistando a todos no local para saber mais da rotina dos profissionais. Tudo vai na maior monotonia até que um chamado de resgate em um prédio antigo acontece e o grupo, acompanhado pelos repórteres, vai atende-lo. No local, a situação parece simples de ser resolvida, com uma idosa presa em sua casa e precisando de auxílio. Com a polícia no local, os bombeiros partem para o apartamento da senhora e arrombam a porta. Lá, as coisas não são tão simples como pareciam.

A idosa que estava presa em sua casa, segundo relatam os vizinhos, gritava alucinada.

 


Dentro o imóvel, os policiais e os bombeiros tentam dialogar com a mulher, que está toda cheia de sangue pela roupa. Ela grita e parece fora de si. De repente, ela ataca um policial e o morde, dilacerando a garganta dele. Sem saber o que fazer, os oficiais começam a tentar reanimar o companheiro e a conter a mulher, que parece cada vez mais louca.

Deste ponto em diante, melhor que eu não fale mais da trama, toda observada do ponto de vista da câmera da reportagem, incluindo os cortes estranhos, a imagem tremida, as cenas de fuga em que o chão é tudo o que o espectador vê, enfim, é bastante realista o modo como o ponto de vista do público vê o filme. E isso é muito eficiente na hora de dar sustos e montar uma trama tensa, com várias surpresas e descobertas ao longo do filme.

Para fechar, [REC] é um dos melhores filmes de terror que vi em tempos. Quando o vi pela primeira vez, no cinema, foi maravilhoso. A atmosfera escura da sala de exibição colaborou com o clima escuro do filme. Em casa, funciona muito bem também. Se você puder escurecer a sala, a sensação de realismo aumenta e a diversão é maior. Imperdível.

 

Nota: 10

2 comentários em “53. [REC]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s