61. Trauma de Dario Argento

Ficha Técnica

Nome nacional: Trauma de Dario Argento

Nome original: Dario Argento’s Trauma

Ano de produção: 1993

País de produção: EUA

Direção: Dario Argento

Roteiro: Dario Argento e TED Klein, baseados na história escrita por Dario Argento, Giovanni Romoli e Franco Ferrini

Elenco: Christopher Rydell, Asia Argento, Piper Laurie, Frederic Forrest, James Russo, Brad Douriff

Duração: 104min

Distribuidora: Video Arte (VHS), inédito em DVD no Brasil

 

Resenha:

Enquanto passa de carro sobre uma ponte, David Parsons (Christopher Rydell) vê algo diferente na beira da rua, no parapeito – uma garota. Ele para o carro e corre para tentar evitar que a moça caia. Na verdade, ela parece perdida, sob o efeito de remédios ou drogas e mal entende o que David diz. Ela é Aura Petrescu (Asia Argento), uma garota que parece ter um histórico de problemas. Ao menos é o que apontam a situação em que ela se encontra e as marcas em seus braços. David consegue tirar Aura da beira da ponte e a leva para comer alguma coisa e conversar. Ela revela que fugiu de uma instituição, mas que não tem nada a ver com drogas. No restaurante, fica claro qual o problema dela – é anoréxica. Na saída do banheiro, Aura é levada por oficiais da vara da criança de volta para a casa de sua família.

A mãe de Aura, Adriana (Piper Laurie) trabalha como vidente e paranormal em casa e na mesma noite em que a jovem é trazida de volta, acontece uma sessão de comunicação com os mortos. Durante o evento, as coisas esquentam e o grupo é atacado por uma figura misteriosa, que persegue os pais de Aura pelo jardim e os mata brutalmente, degolados. A garota vê o maníaco fugir com as cabeças de seus pais nas mãos. No dia seguinte, David está trabalhando e recebe um telefonema de Aura. Eles se encontram, David fica sabendo o que houve pela TV e liga os pontos. Intrigado, resolve ajudar Aura a entender o que aconteceu e os dois começam a investigar, levando a uma série de descobertas e perigos que ameaçam a vida dos dois.

Trauma é o primeiro filme de Dario Argento a ser realizado nos EUA e com a colaboração de um roteirista local. A produção não foi bem nos cinemas e não chegou a ser sequer lançada em DVD no Brasil. Trata-se de um filme de terror e suspense bem interessante, mas que deixa de lado um pouco da estética de Argento para se adequar ao público norte-americano, supostamente. A influência dos produtores ianques foi tão grande que a ideia de se usar a banda Goblin para compor e executar a trilha sonora foi rapidamente descartada. Não que Pino Donaggio não tenha feito um trabalho digo, ao contrário. Só que a banda é parceira do cineasta há décadas e sabemos que a presença deles nos filmes de Argento sempre favorece. Enfim, já foi, o filme está feito nada há de ser feito para mudar.

Apesar da negatividade em torno desse lançamento, durante seu discurso recente no Festival do Rio, Dario Argento mencionou como foi especial este filme para ele e ressaltou o fato de ter de filmar sua filha, Asia, nua pela primeira vez. Depois de Trauma, Dario e Asia realizaram mais trabalhos juntos – Síndrome Mortal, Um Vulto na Escuridão e A Mãe das Lágrimas –, todos bastante dignos, com destaque, em minha opinião, para Síndrome Mortal e A Mãe das Lágrimas, ambos bem violentos e estilizados.

Confira abaixo o vídeo:

Independentemente de o que dizem os críticos daquela época e a recepção que o filme teve em seu lançamento, Trauma de Dario Argento é um bom filme, que merece uma conferida. Não é referência para quem não conhece a obra do cineasta, mas se destaca dentro do gênero como um bom exemplar de terror e suspense com certa dose de violência.

 

 

Nota: 7,5

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s