Zumbis e afins

Mortos que voltam das tumbas?

Apesar de sempre presentes na mídia, pouco se sabe da origem dos zumbis. O termo tem origem africana e possui dois significados similares “alma que vagueia pela noite” e “alma de outro mundo, espírito ou fantasma”. E é justamente com base na mitologia africana que nasceu o primeiro filme sobre o assunto: Zumbi Branco (White Zombie), dirigido por Victor Halperin e estrelado por Bela Lugosi. A trama está centrada em um casal que chega ao Haiti e cai em desgraça quando a mulher é levada por feiticeiro local e tem sua alma capturada, tornando-se um zumbi.

O conceito de zumbi como um morto que retorna da tumba para devorar os vivos nasceu pelas mãos do cineasta norte-americano George A. Romero, que se tornou uma sumidade neste subgênero do terror. Romero é responsável pelo já clássico A Noite dos Mortos-Vivos (1969, NBO Entertainment), que literalmente abriu as portas para muitas outras produções como esta surgissem. O mesmo Romero dirigiu outros filmes na mesma seara: Despertar dos Mortos (1978), Dia dos Mortos (1985, NBO), Terra dos Mortos (2005, Universal), Diário dos Mortos (2007, Imagem Filmes) e Ilha dos Mortos (2009, Imagem Filmes). E depois disso ainda vieram as adaptações dos zumbis para contaminados por pragas, maldições etc. Isso sem falar na franquia Resident Evil, que tem seu quinto filme chegando aos cinemas nacionais no dia 14 de setembro. Mas isso é tema de outro post.

Quando os zumbis tomam as ruas

A legião de fãs que acompanham os filmes de terror em que figuram os mortos vivos é tão fascinada pelo tema que conseguiu fazer com que os zumbis saíssem das telas e ganhassem as ruas de algumas das principais cidades mundiais – inclusive no Brasil. Não, os mortos não voltaram a vida de verdade, mas quase! O que acontece é que os fãs se reúnem em suas cidades e organizam caminhadas em que os participantes se vestem e se maquiam como se fossem mortos vivos. Este movimento nasceu em Sacramento, nos EUA, em 2001, e ganhou o nome de Zombie Walk. Acontece uma vez por ano, em diferentes datas, ao redor do planeta.

No Brasil, a Zombie Walk já passou por mais de 40 cidades, grandes e pequenas, e costuma acontecer em novembro, no feriado de Finados (dia 2 do referido mês). Ocasionalmente, o evento pode acontecer fora de época, caso da edição 2010 ocorrida em Curitiba (PR), durante o Carnaval. Para saber mais sobre a Zombie Walk visite os sites http://www.zombiewalk.2fear.com/ (de São Paulo/SP), http://www.zombiewalk.com.br/ (Porto Alegre/RS), http://zombiewalklondrina.blogspot.com/ (Londrina/PR) ou http://www.zombiewalk.com/forum/blog_home.php (internacional).

Guia de Terror esteve na Zombie Walk de São Paulo em 2011. Confira as fotos clicando aqui.

~ por andre1979 em 31/08/2012.

2 Respostas to “Zumbis e afins”

  1. […] George A. Romero em A Noite dos Mortos-Vivos. Mas essa parte da história já foi contada aqui. O interessante é que a moda não ficou presa apenas ao cinema e, posteriormente, ao home vídeo. […]

    Curtir

  2. #ficaadica Zombie – A Origem em breve nos cinemas. Confiram o trailler no http://www.zombieaorigem.com.br

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: